quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Leia o fragmento do livro: UM AMOR NUMA ILHA


Nos jardins das praças, denotava-se que atrás das árvores as folhas farfalhavam, e os murmúrios dos personagens, que se beijavam com juras de amor.

    Os pintores com mãos de anjos desenhavam cada detalhe daquelas paisagens. Enquanto, os poetas sonhadores, se inspiravam compondo canções de amores que os namorados gravavam nos troncos das árvores. A geografia era real, e romântica pelo verde do campo que se unia ao azul do céu.

   É começo de primavera, às 05h30 da manhã, os pássaros estão a quilômetros de distância procurando moradias longe de predadores. Eles buscam folhas e talos secos para construírem seus ninhos nos jardins e varandas dos casarões.